fbpx
Lendo Agora
Os cuidados que os pais devem ter para não criar filhos narcisistas
Os cuidados que os pais devem ter para não criar filhos narcisistas - Papo de Pai

É tentador culpar os pais quando uma criança cresce e desenvolve o transtorno de personalidade narcisista. No entanto, pode haver outros fatores que podem contribuir para esse resultado ou tornar menos provável um distúrbio narcísico.

James F. Masterson (1926–2010), teórico das relações objetais e especialista em transtornos de personalidade, ensinou que a interação de três fatores se combinam para determinar se um cliente pode desenvolver um transtorno de personalidade e qual era o mais provável: natureza, criação e destino. Com isso, ele quis dizer que a má paternidade sozinha não explica completamente por que algumas crianças desenvolvem um conjunto de problemas, enquanto outras crianças em circunstâncias semelhantes desenvolvem um conjunto diferente. Vamos, portanto, analisá-los um de cada vez. Pontuando que neste texto, o termo “narcisista” é usado como abreviação de Transtorno de Personalidade Nascisista.

Natureza

Os cuidados que os pais devem ter para não criar filhos narcisistas - Papo de PaiPor natureza, Masterson está se referindo ao temperamento inato. Por exemplo, algumas pessoas simplesmente nascem com mais empatia emocional do que outras. A empatia emocional envolve a capacidade de sentir um pouco do que as outras pessoas estão sentindo, seja alegria, tristeza ou dor. Se alguém tem empatia emocional, é provável que essa pessoa instintivamente sinta o incômodo ao ver alguém acidentalmente bater no dedo com um martelo. Se você nasceu com alta empatia emocional, é improvável que você se torne um narcisista porque achará que machucar outras pessoas também é pessoalmente doloroso.

Nutrir

Os cuidados que os pais devem ter para não criar filhos narcisistas - Papo de PaiNutrir refere-se a como os pais e outros cuidadores da pessoa tratam a criança desde o nascimento em diante. Por exemplo, pessoas com transtornos de personalidade não têm “relações objetais inteiras” e “constância objetal”, apesar de nascerem com a capacidade de adquirir ambas. Relações de objetos inteiros (WOR) é a capacidade de ver a si mesmo e a outras pessoas de uma maneira relativamente realista, estável e integrada, que contém simultaneamente características semelhantes e não-apreciadas. A constância de objetos (OC) é a capacidade de manter essa imagem integrada quando alguém se sente magoado, desapontado, zangado ou fisicamente distante da outra pessoa.

Os cuidados que os pais devem ter para não criar filhos narcisistas - Papo de Pai

Desenvolvemos principalmente WOR e OC a partir da maneira como nossa família nos trata e de como os observamos tratando outras pessoas. Se eles se “dividem” e às vezes nos tratam como bons e outras como ruins, é quase impossível aprender a integrar essas duas visões conflitantes em uma única imagem coerente de nós mesmos. Felizmente, essas capacidades podem ser desenvolvidas quando adultos, com um pouco de trabalho duro e psicoterapia apropriada. “Tudo de bom” para um narcisista significa perfeito, especial, idealizável e com direito a tratamento especial. “Todo ruim” significa lixo inútil, defeituoso e sem direito a nada.

Se sua família possui um sistema de valores narcísico, é provável que você adote seus padrões devido a alguma mistura dos seguintes fatores:

As crianças querem agradar seus pais: As crianças pequenas veem seus pais como figuras divinas que sabem tudo. As crianças não querem ser repreendidas ou punidas
Se os pais são narcisistas, é provável que sejam hierárquicos e muito focados no status e no desempenho. É improvável que ensinem ou recompensem gentileza e empatia, a menos que seus suprimentos narcisistas pareçam mais agradáveis ​​do que realmente são.

Os cuidados que os pais devem ter para não criar filhos narcisistas - Papo de Pai

O amor é condicional: nesse tipo de família, não existe amor incondicional. Amar incondicionalmente requer relações objetais inteiras. Em vez disso, os filhos de pais narcisistas se sentem amados e amáveis ​​quando agradam aos pais, e não amados e amáveis ​​quando não o fazem.

Tipo de pai narcisista: todos os narcisistas desvalorizam ou idealizam seus filhos, mas alguns são pais piores que outros. Por exemplo, pais narcisistas malignos gostam de destruir a auto-estima de seus filhos, enquanto narcisistas exibicionistas de alto desempenho podem recompensar seus filhos com atenção positiva quando suas realizações refletem bem na família.

Filhos que desenvolvem um transtorno de personalidade esquizóide: se os pais são particularmente abusivos, negligentes e intrusivos, seus filhos podem desenvolver um transtorno de personalidade esquizóide em vez de um narcísico. Isso significa que eles aprendem a se defender do abuso, dissociando-se do que está acontecendo com eles, deixam o corpo para trás e desaparecem na mente. Como resultado, eles tendem a desenvolver uma vida de fantasia muito rica. Também é provável que cresçam com pouca ou nenhuma confiança básica em outras pessoas. Isso pode levá-los a se tornarem socialmente esquivos e muito independentes. A segurança interpessoal torna-se a principal preocupação.

Os cuidados que os pais devem ter para não criar filhos narcisistas - Papo de Pai

Crianças que desenvolvem um distúrbio narcísico do armário: se as crianças forem punidas, se procurarem os holofotes por si mesmas ou se não forem muito confrontadoras por natureza, poderão desenvolver um distúrbio narcísico do armário. Em vez de se mostrarem admirados, podem se sentir especiais agradando as pessoas a quem idealizam.

Crianças que se tornam dependentes: algumas crianças criadas por narcisistas não se qualificam para esse diagnóstico, mas como nunca foram incentivadas a desenvolver ou confiar em suas próprias opiniões, quando adultos podem ter dificuldade em identificar o que realmente gostam e não gostam. Eles podem resolver esse problema anexando-se a pessoas mais assertivas que estão dispostas a assumir a responsabilidade pelas decisões da vida e dizer-lhes o que fazer em seguida.

Os cuidados que os pais devem ter para não criar filhos narcisistas - Papo de Pai

VEJA TAMBÉM
Como ensinar suas crianças a não ter complexos com alimentação - Papo de Pai

Voz interior narcisista: todos nós temos uma voz interior que é como um aplicativo programável. Ele foi projetado para absorver nossa compreensão do que nossos pais e nossa cultura recompensam e punem e, em seguida, nos guiam pela vida. Na sua forma mais funcional, ele nos recompensa com um sentimento de orgulho quando obtemos sucesso ou seguimos seu sistema de valores e nos castiga com vergonha e culpa quando não o fazemos. É provável que crianças que crescem em lares narcisistas, mesmo aqueles que não se tornam narcisistas, internalizem uma voz excessivamente severa, desvalorizante e perfeccionista, que reproduza os valores de seus pais narcisistas.

Filhos limítrofes de pais narcisistas: Existem diversos casos que se qualificam como um diagnóstico de transtorno de personalidade limítrofe, que internalizaram a desvalorização deles por parte dos pais narcisistas. Eles nunca podem agradar sua voz interior de perseguição, modelada nas críticas de seus pais narcisistas. Como resultado, eles têm baixa auto-estima e acreditam que não merecem ser amados. Eles se culpam por literalmente tudo o que dá errado em seus relacionamentos.

Destino

Os cuidados que os pais devem ter para não criar filhos narcisistas - Papo de PaiPor “destino” Masterson entendeu todos os eventos não intencionais que impactam crianças pequenas em momentos cruciais de seu desenvolvimento. Por exemplo, Margaret Mahler (1897–1985), psicanalista e pesquisadora sobre desenvolvimento infantil, expõe sua teoria do impacto dos pais durante os primeiros três anos de desenvolvimento das crianças no livro que escreveu com Fred Pine e Anni Bergman, O Nascimento Psicológico do Infante Humano (1975).

Mahler enfatiza que estágios de desenvolvimento muito importantes ocorrem durante esse período relacionados à capacidade das crianças pequenas de se separarem da mãe. Se a mãe não estiver suficientemente disponível durante esse período, por qualquer motivo, isso terá um impacto negativo na criança. Se alguém, como uma tia ou um avô, é um substituto materno, o desastre pode ser evitado ou pelo menos minimizado.

Os cuidados que os pais devem ter para não criar filhos narcisistas - Papo de Pai

Muitas coisas podem ocorrer que separam as crianças pequenas de sua mãe, que não são culpa de ninguém, como doenças, guerras, mortes, divórcio, depressão pós-parto ou até mesmo ter muitas crianças pequenas competindo pela atenção da mãe. Dependendo exatamente de qual estágio do desenvolvimento é o estágio central quando a indisponibilidade materna ocorre, diferentes resultados podem ocorrer.

Fonte: Psychology Today Tradução e adaptação: Redação Papo de Pai

Conteúdo sob licença Creative Commons by nc-sa 2.5 br

Rolar para topo