4 minutos de leitura

Você se lembra do frio na barriga quando mudou de emprego e precisou encarar novos desafios? Então, mudanças sempre nos trazem insegurança. E com as crianças não é diferente.

Guia de Pai

Por conta disso, muitos pais já se depararam com aquele velho questionamento: “quero/preciso trocar meu filho de escola, e agora?”. Seja pela mudança de cidade, pelo alto valor da mensalidade ou porque a escola não está atendendo as suas expectativas, essa é uma dúvida muito comum.

Independente de qual seja o motivo, esse é um momento de preocupação. Afinal, será que o pequeno vai se adaptar? Acalme-se! Para te ajudar a enfrentar esse desafio, reunimos dicas essenciais para que a transição seja leve, tanto para as crianças, quanto para os pais.

1 – Fale abertamente sobre os motivos da mudança

Abrir o jogo com a criança é fundamental para que ela se sinta segura e faça parte de tudo o que está acontecendo.

Fale sobre os motivos que levaram a trocar de escola, mas também sobre o que deve acontecer daqui para frente. E o mais importante: deixe-a tranquila durante este processo

Explique que a criança não vai perder o contato com os amigos antigos, mas que vai ganhar amigos novos. A dica é não deixar para ter essa conversa em cima da hora. É fundamental preparar os pequenos para evitar maiores frustrações.

2 – Apresente a nova escola

Para trazer segurança e conforto para a criança, é preciso que ela saiba onde está pisando. Por esse motivo, para que ela não tenha surpresas, é muito importante levá-la para fazer um tour pela escola antes das aulas começarem.

Apresente todos os ambientes: os banheiros, a sala em que ela irá estudar, o refeitório, o pátio. Conhecendo todos os principais espaços que ela frequentará, a deixará mais tranquila e será uma descoberta a menos para enfrentar.

3 – Seja paciente

Embora algumas crianças se adaptem com mais facilidade, é completamente compreensível que a maioria delas demorem um pouco mais para se adaptar às mudanças.

Caso perceba que a criança continua angustiada após as cinco primeiras semanas de aula, que são as mais difíceis, vale conversar com a escola para juntos encontrarem o melhor caminho para seu filho se sentir seguro e confortável.

Uma dica é sempre ter um familiar levando a criança até o colégio, pois chegar sozinha pode deixá-la ainda mais insegura.

4 – Atenção à rotina!

A rotina proporciona conforto e segurança para a criança. Além de ajudar a diminuir a ansiedade, pois ela passa a saber o que virá a seguir no seu dia. Se um ambiente novo é introduzido em uma rotina já conhecida, o impacto percebido é bem menor.

Vale lembrar que a rotina das crianças não é a mesma dos adultos e deve contar com menos atividades para que seja possível cumpri-las sem horários apertados e correrias.

5 – Deixe tudo em ordem

Para evitar estresse e possíveis atrasos, deixe tudo pronto na noite anterior. Certifique-se de que o uniforme esteja separado e os materiais escolares organizados na mochila.

Caso a criança não coma no refeitório da escola, deixe o lanche preparado também. Sucos, frutas, iogurte, torradas e sanduíche natural são algumas opções rápidas e saudáveis para o dia a dia.

É muito importante envolver as crianças nos preparativos, como arrumar a lancheira e a mochila, por exemplo. Isso faz com que ela se envolva no processo e se sinta participante.

6 – Chegou o grande dia!

É importante manter a calma para transmitir tranquilidade à criança. Ajude seu filho a desenvolver a autoconfiança, para que ele possa lidar com a novidade de maneira mais leve.

Reforce que ele é capaz de fazer qualquer coisa, como se adaptar a uma nova rotina de estudos ou fazer novos amigos, por exemplo.

E lembre-se: nos primeiro dias, acompanhe seu filho até a porta da escola para que ele se sinta seguro! 😉


Sim, as mudanças podem ser difíceis para crianças, mas a adaptação escolar não precisa ser um pesadelo. Com muita paciência, carinho e constância nos processos, é possível fazer com que essa experiência seja muito benéfica para o seu filho.

Seja o primeiro a comentar!

Deixe um comentário

Nossos Parceiros