7 minutos de leitura

COMPARTILHE ESTE POST

Todo percurso paterno sai dos trilhos de vez em quando. Como quando as crianças decidem usar pomada para assaduras como pintura corporal, ou seu aluno do ensino médio bate a porta do quarto com força suficiente para chacoalhar todos os pratos da cozinha. Mas responder de maneira irritada não ajuda ninguém. Isso só incomoda seu […]

O acesso ao Papo de Pai é exclusivo para membros da nossa comunidade

Já é membro? Faça o login

Com rede social

Conectar com


Com e-mail e senha

Ainda não é membro? Faça o cadastro

Preencha os campos abaixo para entrar na maior comunidade de pais do Brasil.

Não precisa pagar nada

A nossa missão é incentivar e fomentar uma transformação no comportamento dos homens. Pra que o cuidado se torne um território masculino e eles se sintam tão responsáveis quanto capazes de cuidar.

Um comentário

  1. Irina Freitas disse:

    Nós enquanto país sabemos que não somos perfeitos, mas fazermos sempre o melhor possível e aprender,com os nossos filhos, sim. Porque é um erro os pais pensarem só as crianças que aprendem com os pais, nós estamos sempre a ser desafiados e mostrar autocontrole nas nossas atitudes e tom de voz nem agressiva nem passiva no momento de chamar atenção algum erro ou asneira, ou más notas dos nossos meninos. Para os nossos filhos se esforçarem nos estudos, precisam ver os pais se esforçarem para ajudar os filhos nós trabalhos da escola tentando entender a matéria para podermos esclarecer as dúvidas dos nossos meninos, assim que possível o melhor que conseguimos pois depende dos estudos dos pais, mas é sempre bom os nossos filhos se puderem ter oportunidade ir para o centro de estudos, com professora, ou monitora para ajudar nas dúvidas mais difíceis. Mas assim de qualquer forma os filhos vêm o esforço dos pais para que seus filhos se esforçem concentrados nos deveres da escola,mas aí também é preciso os nossos filhos terem em casa um bom ambiente familiar calmo.
    Eu sei dar o valor porque enquanto filha e aluna no secundário não cheguei a ter concentração nós trabalhos da escola,por falta de bom ambiente familiar entre a minha mãe e o companheiro dela , mesmo indo para a biblioteca municipal, estudar. Não conseguia estudar, com os nervos a flor da pele , acabei por reprovar um ano após isso voltei a viver com a minha avó materna meu amor de mãe, recuperei logo meu sistema emocional e estudos.

Deixe um comentário

Nossos Parceiros