2 minutos de leitura

O lançamento da Netflix, Paternidade, traz uma história comovente e que, com certeza, é para aqueles que sabem bem o que é papo de pai: amor, reinvenção, dedicação e sensibilidade. Muitos de nós já conheciam a carreira de Kevin Hart por sua atuação em filmes de comédia, porém, na nova produção da Netflix, ele mostrou que seu […]

Guia de Pai

O lançamento da Netflix, Paternidade, traz uma história comovente e que, com certeza, é para aqueles que sabem bem o que é papo de pai: amor, reinvenção, dedicação e sensibilidade.

Muitos de nós já conheciam a carreira de Kevin Hart por sua atuação em filmes de comédia, porém, na nova produção da Netflix, ele mostrou que seu talento também é versátil ao dar vida a um drama inspirado numa história real, ainda que em muitos momentos possamos ver o toque de humor nas cenas. 

Paternidade, filme dirigido por Paul Weitz, é baseado em um livro chamado Dois Beijos para Maddy, que conta a jornada de Matthew Logelin. A história traz um pai que, após perder a esposa de forma trágica depois do parto, decide criar a filha Maddy sozinho.

O protagonista enfrenta o preconceito da sociedade que o julga incapaz e também suas próprias limitações, superando-se cada vez mais para garantir o melhor para sua filha e se reinventar após a dor da perda de um grande amor.  

No filme, Matt resolve tirar uma licença do trabalho para se dedicar ao que ele chama de “aprender a paternidade”. O resultado? Uma jornada incrível, sensível e que mostra a nós como o amor por um filho é capaz de nos transformar.

E você? Já assistiu? 

Seja o primeiro a comentar!

Deixe um comentário

Nossos Parceiros