Marca cria bonecas e bonecos com Síndrome de Down para inspirar as crianças
A brincadeira é a linguagem universal das crianças. Brincando, os pequenos assimilam as informações do mundo e constroem seus primeiros referenciais do outro e...

A brincadeira é a linguagem universal das crianças. Brincando, os pequenos assimilam as informações do mundo e constroem seus primeiros referenciais do outro e de si mesmas. Por isso, é essencial pensar em qual perfil de brinquedo oferecemos às crianças, afinal, quanto mais diversidade existir neste momento, mais ampla será sua visão de mundo. A educadora e pesquisadora Waldorf Nina Veiga explica que “a boneca é uma expressão da linguagem, é uma maneira de expressar simbolicamente aquilo que nos cerca”.

Marca cria uma linha de bonecas com características físicas de crianças com Sindrome de Down

Agora, a marca australiana Leave It To Leslie, especializada em brinquedos de assistência à infância, inclusivos e multiculturais, lançou uma linha de bonecas e bonecos com características físicas de pessoas com Síndrome de Down.

Com isso, o brinquedo funciona não só como elemento de identificação para crianças com essa condição genética, mas também como propulsor de uma maior diversidade para as outras crianças. Afinal, o respeito, a tolerância e a empatia começam na infância.

Marca cria uma linha de bonecas com características físicas de crianças com Sindrome de Down

Na página de apresentação do brinquedo, com linguagem bem didática e acessível, há uma descrição explicando o que é a síndrome, para estimular as famílias e começar um diálogo sobre o assunto.

“Nossos corpos são compostos por milhões de células. Em cada célula há 46 cromossomos. O DNA em nossos cromossomos determina como nos desenvolvemos. A síndrome de Down é causada quando há um cromossomo extra. As pessoas com Síndrome de Down têm 47 cromossomos em suas células em vez de 46. Eles têm um cromossomo extra 21, razão pela qual a Síndrome de Down também é conhecida como trissomia 21.”

Por enquanto, a boneca é comercializada somente pela internet, por meio do site da empresa, mas pode servir de inspiração para que marcas brasileiras também se preocupem em oferecer brinquedos inclusivos e representativos da diversidade da infância.

 

Publicado em ter, 1/05/2018
Redação Papo de Pai
Formada por Jornalistas, Publicitários e profissionais de outras áreas que colaboram direta e/ou indiretamente com o site Papo de Pai.

Posts mais vizualizados


© 2016 / Todos os direitos reservados.