6 minutos de leitura

A gente não nasce pai, nos tornamos pai! Dar base, criar e cuidar de uma criança são tarefas complexas que exigem muita dedicação, comprometimento, tempo, energia, paciência…

Guia de Pai

Por conta disso, nossa participação ativa na vida dos nossos filhos é essencial para que eles desenvolvam adequadamente suas emoções. Segundo especialistas, o indivíduo precisa crescer e se desenvolver tendo uma figura paterna por perto para que se torne um adulto saudável no aspecto emocional.

Ao longo de muitos anos, a figura paterna esteve associada à proteção e à provisão financeira. Porém, no mundo de hoje, com as diversas composições familiares, essa percepção traz um olhar diferente. E o pai ocupa um lugar diferente na sociedade.

Felizmente, muitos homens estão muito mais participativos e envolvidos no desenvolvimento dos seus filhos. E esse laço fortalece a vida social e individual das crianças, além de promover estabilidade emocional, independência, autoestima e segurança.

Destinar um tempo para brincar, passear, ler, viajar, estudar e conversar com as crianças e os adolescentes é fundamental. E aí, como anda sua relação com seus filhos?

Separamos alguns caminhos para que a paternidade seja exercida de forma saudável, criando vínculos afetivos tanto para os filhos quanto para os pais.

Na infância

É comum que nos primeiros meses de vida do bebê, a mulher esteja muito mais presente. Até por conta da amamentação e do período de licença-maternidade. Portanto, o homem pode e deve ser mais participativo nessa fase, compartilhando tarefas como ninar, trocar fraldas, auxiliar no banho e nos demais cuidados.

A presença sempre ativa e constante do pai nessa relação pode ajudar os filhos a se sentirem seguros ao expandirem suas experiências pelo mundo. Além de ajudar no desenvolvimento cognitivo, afetivo e social.

É importante fazer parte das atividades cotidianas dos filhos, como ir a reuniões e apresentações escolares, nos cuidados no dia a dia, fazer refeições juntos, momentos de leitura e estudos e nas quedas ao aprender a andar de bicicleta.

Esses vínculos contribuem para a formação de um adulto autoconfiante e muito mais preparado para explorar qualquer caminho que escolher.

Durante a adolescência

A adolescência é o momento que mais exige atenção, já que é um período de muitas mudanças, questionamentos e dúvidas. É nessa fase que o papel do pai se fortalece, pois o jovem começa a buscar por referências que contribuem na tomada de certas decisões.

Com isso, praticar a escuta é um passo primordial que os pais devem desenvolver, para criar um ambiente de acolhimento e de compreensão para o adolescente.

Vida adulta

Nessa etapa da vida, a relação é muito mais madura. Com uma comunicação livre, franqueza sobre os sentimentos, compartilhando problemas e trocando experiências.

É nessa fase que o pai é aquele porto seguro, uma das primeiras pessoas que buscamos quando estamos com algum problema ou aflitos e que nos conforta de todas as formas.

Estabelecer uma relação saudável torna a convivência nessa fase mais tranquila. Desafios no relacionamento e divergências de opinião sempre existirão, pois são pessoas diferentes e com trajetórias de vida diferentes.

Portanto, uma relação construída com respeito e compreensão permite que exista leveza e seja mais saudável para ambos os lados, trazendo mais equilíbrio para todas as relações.

Bons pais são engajados!

Antes de falarmos em como pais engajados ajudam seus filhos, é importante destacar como é ser ativo e envolvido. Os pais que reservam um tempo de seus dias para participar de eventos importantes têm muito mais chances de causar um impacto positivo do que os pais ausentes.

Pesquisa realizada pela pediatra australiana Melissa Wake, com quase 5 mil crianças – entre 4 e 5 anos – revelou que a incidência de obesidade e sobrepeso em crianças e adolescentes tem relação direta com a negligência dos pais.

Ainda não se sabe o motivo disso acontecer. Portanto, psicólogos e médicos acreditam que os resultados desse estudo são uma prova contundente de que a figura paterna é importantíssima no desenvolvimento infantil.

5 ações para participar do desenvolvimento dos filhos

Muitos benefícios podem ser percebidos ao criar um vínculo afetivo com a rotina educacional das crianças e dos adolescentes, afinal, diante da dedicação e da assistência dos pais, elas têm maiores chances naturais para se desenvolverem em qualquer área de seu interesse.

Veja, a seguir, 5 ações para estar sempre presente na vida dos seus filhos:

1 – Demonstre interesse pela vida escolar da criança e do adolescente, ajude com as lições de casa, pergunte sobre as brincadeiras, colegas, professores e disciplinas favoritas.

2 – Outra forma de fortalecer a relação com os filhos é reservar tempo para os diálogos e a troca de experiências. Caso não esteja presente fisicamente, faça conversas por vídeos, mande mensagens, mas não se ausente completamente.

3 – Seja carinhoso: abrace e beije seus filhos sempre que estiverem juntos. O contato físico, por meio do abraço, do sorriso, dos beijos e do carinho é algo que cria um forte laço afetivo, especialmente com as crianças pequenas. Adolescentes podem não gostar muito de ficar abraçando, então é preciso buscar outras formas de conexão, como um bom diálogo, demonstrando interesse pela vida deles.

4 – Entenda os momentos de transição! Crianças e adolescentes nem sempre conseguem lidar muito bem com as mudanças de uma fase para a outra, e vai ser assim por um bom tempo, por isso eles acabam tendo comportamentos mais rebeldes em alguns momentos. O jeito é mostrar que você estará sempre presente.

5 – Demonstre interesse pelo o que seus filhos falam. Estimule-os a contar para você quais são os pontos que os deixam felizes, o que os deixam angustiados, o que os deixam com medo… Isso vai fazer com que você enxergue as situações pela perspectiva deles e, a partir daí, crie empatia.


Temos muitos conteúdos que vão te ajudar a ser um pai muito mais presente e preparado!

Leia também: Quer se tornar um ótimo pai? Conheça 10 perfis no Instagram que podem te ajudar!

Seja o primeiro a comentar!

Deixe um comentário

Nossos Parceiros