5 minutos de leitura

COMPARTILHE ESTE POST

Ensinar educação financeira para crianças desde cedo é uma prática cada vez mais importante. Ao aprender a lidar com o dinheiro desde a infância, as crianças desenvolvem habilidades essenciais para a vida adulta, como planejamento financeiro, economia, investimentos e controle de gastos.

Pais e educadores têm um papel fundamental nesse processo, incentivando práticas saudáveis e conscientes de uso do dinheiro desde cedo.

Estudos mostram que a educação financeira ensinada desde a infância traz resultados positivos. Segundo a Associação de Educação Financeira do Brasil, a cada três estudantes, um aprende a poupar e gerenciar suas finanças após participar de oficinas educacionais.

Apesar disso, há uma baixa adesão à educação financeira por parte das famílias e instituições acadêmicas.

Por isso, neste artigo abordaremos a importância de ensinar finanças para as crianças e apresentaremos maneiras práticas de colocar esses ensinamentos em ação.

Por que é fundamental ensinar educação financeira infantil?

A educação financeira é extremamente valiosa para as crianças, pois ela promove uma visão mais realista do dinheiro.

Ao estimular o interesse delas pelas finanças, é possível despertar sua curiosidade e desenvolver habilidades comportamentais importantes para seu futuro financeiro.

Por essa razão, é natural e essencial que os pais se preocupem com o futuro financeiro dos filhos e entendam a importância de ensiná-los a controlar o dinheiro.

Você também vai gostar: Dê essas 10 responsabilidades às crianças antes que elas ganhem privilégios

Especialista afirma: crianças resilientes têm pais que fazem essas 8 coisas

Como ensinar princípios financeiros para as crianças?

Ensinar educação financeira infantil pode ser feito de forma lúdica e didática. Também é importante envolver as crianças em tarefas domésticas e dar mesada para que elas aprendam sobre orçamento e planejamento financeiro.

Outra opção é conversar com elas sobre o valor do dinheiro e o impacto que os gastos têm em suas finanças pessoais.

Além dessas dicas, confira outras 5 muitos importantes:

1. Ensine a importância de registrar todos os gastos

Foto: Freepik

Se você é responsável pelas finanças da casa, é provável que saiba da importância de manter um registro cuidadoso de todas as despesas e receitas.

Isso pode ser feito utilizando um aplicativo de controle financeiro, uma planilha eletrônica ou até mesmo um bloco de notas.

Somente dessa forma é possível ter uma visão clara de onde o dinheiro está sendo gasto, identificar momentos para economizar e gastos supérfluos que podem ser cortados.

Portanto, é importante que você ensine esses princípios aos seus filhos, demonstrando as vantagens de um gerenciamento financeiro preciso e como realizar isso de maneira eficiente e prática.

2. Incentive o uso do cofrinho

Foto: Freepik

Essa é uma ótima ideia, principalmente para as crianças mais novas. Presenteie seu filho(a) com um cofrinho e incentive-o a colocar moedas nele com frequência.

Ensine à criança que o dinheiro só poderá ser retirado do cofrinho quando ele estiver cheio e ajude-a a pensar em algo que possa ser comprado com o valor economizado.

Essa é uma ótima maneira de exemplificar a importância da economia para alcançar uma meta específica.

3. Mostre como você organiza as contas de casa

Foto: Freepik

Não se esqueça de que a maioria das crianças se espelha nos pais e desejam imitar seus comportamentos. Por isso, não deixe de mostrar aos seus filhos como você administra as finanças domésticas.

Assim, as crianças terão uma compreensão clara da importância de manter as finanças organizadas para:

  • Evitar o esquecimento de contas no final do mês
  • E garantir o bom fluxo do orçamento familiar

4. Mesada

Foto: Freepik

Segundo alguns estudos nessa área, a periodicidade ideal para dar dinheiro às crianças é:

  • Semanal – dos 6 aos 8 anos
  • Quinzenal – dos 9 aos 11
  • Mensal – a partir dos 12 anos

Dar mesada aos filhos é fundamental para que aprendam a gerenciar seus próprios gastos e entender a importância de poupar dinheiro para adquirir bens de consumo sem se endividar.

Vale lembrar que, ao longo dos anos, os filhos desenvolvam habilidades para gerenciar seu dinheiro de forma responsável, evitando gastos impulsivos e descontrolados.

5. Jogos educativos

Foto: Freepik

Aprendizado divertido! Atualmente, há uma variedade de jogos que podem ajudar no desenvolvimento da educação financeira das crianças.

Por exemplo, caixas registradoras que imitam as utilizadas em supermercados são excelentes para ensinar conceitos matemáticos e a relação entre preços e produtos.

Além disso, jogos de tabuleiro como Monopoly ou Banco Imobiliário são altamente recomendados para iniciar as crianças no mundo das finanças.

Se não for possível comprar os jogos físicos, eles também podem ser adquiridos em formato online.


Como você deve ter percebido, algumas atitudes simples podem ser muito efetivas para começar a garantir a educação financeira das crianças desde cedo.

E você, lembra como começou a aprender sobre a importância da educação financeira? Você se preocupa com a educação financeira infantil? Conta aqui pra gente nos comentários! 😉

Um comentário

  1. andre.luisluz disse:

    Excelente! Estou completamente a favor disso. Hoje mesmo escrevi um artigo sobre a importância de ensinar finanças às crianças desde cedo. Confira a sugestão que compartilhei no meu blog. 📚💰 #EducaçãoFinanceiraParaCrianças https://fizcerto.com.br/a-importancia-de-ensinar-educacao-financeira-para-criancas/

Deixe um comentário

Conteúdo Relacionado

Nossos Parceiros