[ editar artigo]

Youtuber Felipe Neto inova ao conceder licenças paternidade e maternidade ilimitadas aos seus funcionários

Em uma decisão inovadora, o Youtuber e empresário Felipe Neto anunciou que funcionários da empresa dele, a Netolab, terão licenças maternidade e paternidade ilimitadas. Em tempos de limitações aos direitos, o benefício vai na contramão da atual lei trabalhista no Brasil. Além disso, o novo pai ou nova mãe receberá uma gratificação de 10 mil. E tem mais, as mães também terão estabilidade no emprego por até um ano.

Youtuber Felipe Neto inova ao conceder licenças paternidade e maternidade ilimitadas aos seus funcionários - Papo de Pai

“Cada novo pai ou mãe só deverá voltar ao trabalho quando sentir que as coisas estão tranquilas em casa. Para ajudar com isso, criamos também o bônus de 10 mil reais para qualquer novo bebê gerado por uma mamãe da Netolab, não importa a função que ela exerça na empresa”, disse à  revista Exame.

O conjunto de benefícios na empresa do influencer inclui vale-refeição de 35 reais, vale combustível ou vale transporte e assistência médica e odontológica com cobertura total. A Netolab é uma produtora de  audiovisual para grandes canais do YouTube.

De acordo com reportagem da revista, a empresa de Felipe Neto terá um investimento de R$ 1 milhão neste ano.

Visão empresarial

Youtuber Felipe Neto inova ao conceder licenças paternidade e maternidade ilimitadas aos seus funcionários - Papo de Pai

“Infelizmente, segundo pesquisa da Fundação Getúlio Vargas, 50% de todas as mulheres grávidas são demitidas após voltarem da licença no Brasil. Decidimos garantir 1 ano de emprego para todas as novas mães da empresa após o nascimento da criança, para q ela se sinta apoiada”, anunciou Felipe Neto.

Com mais de 36 milhões de seguidores no Youtube, o empresário conta que busca priorizar a criatividade e a felicidade no ambiente de trabalho.

Youtuber Felipe Neto inova ao conceder licenças paternidade e maternidade ilimitadas aos seus funcionários - Papo de Pai

“Nada dá mais resultado do que investir nas pessoas que trabalham com você. Não basta gerar emprego, é preciso gerar mudança, distribuição de renda e justiça. E tudo isso começa quando um empresário decide tirar do próprio bolso para injetar naqueles que geram suas riquezas”, concluiu.

 

 

TAGS

Notícias

Ler conteúdo completo
Indicados para você