[ editar artigo]

Uma pequena carta para todas as mães solo

Uma pequena carta para todas as mães solo

Obrigado por tudo o que fizeram até aqui...Em nome dos seus filhos, quero começar reconhecendo e agradecendo por eles!

Para todas as mães solteiras que nos seguem, que nos leem e que buscam em nós inspiração para algo plenamente tangível para o futuro, mesmo que suas histórias até aqui tenham sido escritas de forma diferente. Existem caras  solteiros incríveis, que tiveram suas paternidades despertadas ou não, pelo simples fato de não terem sido pai ainda e que inevitavelmente farão a diferença na vida de alguma mulher e também de seus filhos...

Eu sei que esta não é exatamente a situação que vocês pensaram que seria. Vocês não pediram por isso, apenas meio que acabou assim. É difícil. Eu e muitos caras não somente com os olhos, mas também com a alma podemos ver isso. 

Há dias em que vocês sentem vontade de arrancar os cabelos ou acham que não importa o que façam, não é o suficiente. Vocês acordam cedo, quase não tem tempo para fazer nada sozinha...  Fazer o café da manhã, preparar a lancheira, a bolsa de fraldas, alimentos específicos como papinha e trocas de roupa, deixar as crianças vestidas e prontas antes da escola ou da casa dos avós e depois seguir para o trabalho. 

Vocês chegam em casa, absolutamente exaustas, mas ainda precisam encontrar tempo para fazer o jantar, ajudar com a lição de casa, assistir TV e prepará-los para dormir antes de ter tempo de fazer qualquer coisa para si mesmas. A cada minuto do dia vocês ouvem vozes dizendo algo; qualquer tipo de coisa que eles queiram dizer. 

Quer sejam crianças às 6 da manhã acordando vocês com sua tagarelice, ou seus chefes fazendo o que os chefes fazem e dizendo a vocês o que fazerem. Vocês tem vozes girando ao seu redor o dia todo até que possam fechar os olhos e dormir e talvez, se tiver sorte, no meio da noite vocês ouçam: "Mamãe ... posso dormir na sua cama?" 

Mas há coisas que vocês não ouvem o suficiente quanto deveriam ou precisam:

VOCÊ ESTÁ FAZENDO UM EXCELENTE TRABALHO!

VOCÊ É INCRÍVEL!

VOCÊ É UMA MULHER FODA!

VOCÊ É LINDA!

VOCÊ É FORTE!

VOCÊ ESTÁ ME INSPIRANDO!

e por último, OBRIGADO!

Concentrem-se nas melhores coisas que vêm de ser uma mãe solo e apenas naquilo que seja sobre maternidade em geral. Quando estiverem se sentindo para baixo, pensem nos seus filhos aninhados ao seu lado no sofá enquanto você assiste TV. Pensem em todos os momentos que te fazem sorrir, e se eu tivesse o direito, pediria que prometessem fazer isso... Porque vamos enfrentá-los, as crianças fazem coisas engraçadas e vocês não conseguem deixar de rir. Lembrem-se da primeira vez que seus filhos chamaram você de mãe. Lembrem-se de como foi ao vê-los caminhar pela primeira vez. Quando estiverem se sentindo deprimidas, lembrem-se de algo que as fazem sorrir, mas lembrem-se também de que estão fazendo um ótimo trabalho! Foda, eu diria...Muito foda messsssmo!

Agora, eu não sou um pai solteiro, sou divorciado e compartilho a guarda e a criação com a mãe da minha filha, mas tenho tido o grato presente de conhecer uma mãe foda, dessas iguais todas vocês... Algumas das minhas primas e uma das minhas irmãs também foram mães solo e eu não poderia dizer o quanto sou orgulhoso delas. Seus filhos estão crescidos, felizes, saudáveis ​​e sempre sorridentes. Sinceramente, sinto-me inspirado por elas e por todas vocês...Para as mães solo em minha vida e a todas que nos seguem nas comunidades do "Papo de Pai", muito obrigado por:

1) Nos ensinarem com o exemplo e garra de vocês.

2) Lembrando-nos o quanto podemos ser fortes.

3) Ser um excelente exemplo do fato de que a vida vai te dar rasteiras, mas você levanta e segue em frente.

A todas as mães solo, obrigado por tudo o que fizeram pelos seus filhos. Obrigado por serem uma inspiração. Obrigado por nunca desistirem do amor. Obrigado por estarem conosco. Obrigado por todo o seu trabalho árduo. Não sabemos onde estaríamos sem que vocês nos permitissem conhecer as suas histórias, e com isso nos ensinassem na maioria das vezes, que tipo de pai não ser! Jamais.
Aguarda e confia, todo esse esforço e dedicação estão criando um merecimento enorme, e em breve tudo aquilo que vocês julgavam como vazio ou falta será abundância!

Uma mãe que amamentou e pôde desfrutar ou reconhecer em outra mãe o ato de amor em doar o leite materno a uma criança, sabe o quanto há de amor sobrando na criação dos filhos. Estejam certas de que o mesmo acontece na paternidade. Há amor de sobra no coração de muitos pais, prontos para compartilhar com outros filhos, sejam futuramente biológicos ou não!

Papo de Pai
Riccardo Velasco
Riccardo Velasco Seguir

Me interessei sobre paternidade da maneira mais comum: Tive uma filha! A Manu. Sou pai desde a raiz à flor da pele. Do exato momento da concepção, até quando meus olhos fecharem definitivamente. Mas nesse intervalo, farei o melhor como pai.

Ler conteúdo completo
Indicados para você