[ editar artigo]

Primos, uma amizade essencial em nossas vidas

Sempre nos referimos aos irmãos como os primeiros amigos de nossa infância. Sendo assim, acabamos nos esquecendo do valoroso papel dos primos nas primeiras brincadeiras, trocas e afetos.

Podemos dizer que a amizade entre primos tem um papel especial dentro do ambiente familiar. Isso faz com que eles tenham sempre um lugar privilegiado em nossas memórias, ainda que não façam parte da nossa vida diária.

Primos, uma amizade essencial em nossas vidas - Papo de Pai

São vínculos essenciais, em muitos casos a relação pode criar pilares maravilhosos.

Os primeiros amigos

Primos, uma amizade essencial em nossas vidas - Papo de Pai

Quem teve o prazer de crescer com primos sabe como são valiosos os encontros, as brincadeiras e as longas conversas, sempre trazendo muito conteúdo para a formação das crianças.

Quem não se lembra da frase "Peçam desculpas e apertem as mãos!", ditas por pais e tios. Ao mesmo tempo que era difícil aquele aperto de mão, as brigas eram esquecidas em um piscar de olhos. Quando criança, cada segundo brincando é um precioso tesouro que não vale a pena ser desperdiçado com birras.Primos, uma amizade essencial em nossas vidas - Papo de Pai

O tempo valia ouro e os desentendimentos não valiam a pena pois se perdiam momentos de prazer ao lado de nossos primos já que a qualquer momento vinha o chamado para o jantar ou para ir embora.

Com nossos primos aprendemos a nos relacionar além das fronteiras do nosso lar, além das normas diárias e dos apuros cotidianos, nos afastando inclusive da realidade para entrarmos em um mundo de sonhos que nos fazia voar a lugares cheios de fantasia e diversão.

Uma amizade que fica para sempre

Primos, uma amizade essencial em nossas vidas - Papo de Pai

Aprendemos a compartilhar, a resolver conflitos, enxugar lágrimas, escutar, curar feridas, fazer perfumes com flores,  buscar tesouros,  achar a natureza valiosa e a obter uma sabedoria emocional que nos transmite a existência de uma conexão tão especial como a que se estabelece entre os irmãos.

O relacionamento entre pais e tios tem um grande peso no clima que acaba se estabelendo entre os próprios primos.

Assim, se os irmãos costumam passar tempo juntos, acabam ajudando a criar entre seus filhos uma relação duradoura, bem estabelecida e livre de conflitos cotidianos que, muitas vezes, podem obscurecer a beleza dessa etapa e desse momento.

Primos, uma amizade essencial em nossas vidas - Papo de Pai

Assim como acontece na relação entre pessoas que se gostam, dizem que um primo vê a primeira lágrima, seca a segunda e impede a terceira.

À medida que o tempo vai passando, surge entre os primos uma cumplicidade que não se explica mas que se transforma em uma permanência emocional única. Sabemos que estão lá mesmo que não estivermos vendo, somos conscientes de que a distância física não pode afetar este sentimento e podemos nos apoiar e acudir uns aos outros sem qualquer dúvida.

Se a relação é firme, pode durar a vida toda, se transformando em uma grande amizade dentro do que representa nossa árvore genealógica, algo único que nos deixa lembranças muito importantes e afetuosas. Como um doce que te faz, nostalgicamente, lembrar de um período no passado, cheio de felicidade.

A relação com os primos deve ser levada durante toda a vida, são peças fundamentais que compõem nosso universo afetivo.

Quer ficar por dentro de tudo o que está rolando no Papo de Pai? Então conheça a nossa mentoria, faça parte do nosso grupo e siga a gente nas redes sociais: Facebook | Instagram | Youtube | Twitter

 

Ler conteúdo completo
Indicados para você