[ editar artigo]

Por que devemos elogiar menos, conscientizar mais e dar tempo para nossos filhos?

Por que devemos elogiar menos, conscientizar mais e dar tempo para nossos filhos?

Você, babão, com certeza deve ter livros bem legais sobre paternidade, certo? Embora nosssa pratelerira seja cheia deles, é difícil competir com a série da Netflix logo que chegamos em casa, após um dia cansativo de trabalho. 

Não se preocupe, babão, separamos aqui alguns insights sobre o porque você deve desapegar da noção de babão perfeito e abraçar o fato de não ser um pai que sabe tudo.

Elogiar demais é estragar seus filhos

Por que devemos elogiar menos, conscientizar mais e dar tempo para nossos filhos? - Papo de Pai

Desde alguns dias depois de Woodstock, lá nos anos 60, as pessoas acreditam que são especiais e mais inteligentes que outras. Essas pessoas tinham filhos e disseram a eles que eram especiais e inteligentes, acreditando que isso melhoraria sua confiança para enfrentar desafios intelectuais.

A Dra. Carol Dweck, de Stanford, não pretende derreter seu floco de neve único, mas ela encontrou muitas evidências de que o oposto é verdadeiro.

Em experimentos em que um grupo de crianças foi elogiado por ser inteligente e o outro não, as crianças não elogiadas escolheram consistentemente aceitar tarefas mais desafiadoras, enquanto as crianças elogiadas ficaram com as tarefas que sabiam que seriam fáceis.

Por que devemos elogiar menos, conscientizar mais e dar tempo para nossos filhos? - Papo de Pai

Pesquisas mostram que crianças de até 7 anos são loucas por seus pais. Quando tomados elogios, eles são tão céticos em relação à sinceridade quanto os adultos.

Embora os elogios gratuitos tenham um efeito negativo no desempenho dos sujeitos, a mensagem de que "o cérebro é um músculo que precisa ser exercitado para crescer" melhora as pontuações matemáticas quase que imediatamente.

Em pesquisas com crianças chinesas, os sujeitos de teste cujas mães criticaram seus resultados em vez de elogiá-los melhoraram seu desempenho após cada rodada de testes (e repreensão materna).

O que você pode fazer com isso?

Não pare de elogiar seus filhos por completo, mas seja específico e sincero ao fazê-lo

Elogie o esforço por traços. 'Você é tão inteligente' não funciona tão bem quanto você 'se esforçou tanto'. Discuta erros e estratégias de melhoria com seus filhos. Mas faça isso como um pai amoroso, não como um treinador de futebol.

A privação do sono está atrapalhando seus filhos 

Por que devemos elogiar menos, conscientizar mais e dar tempo para nossos filhos? - Papo de Pai

Noventa por cento dos pais pesquisados ​​acham que seus filhos estão dormindo o suficiente mas 60% dos adolescentes pesquisados ​​relataram sonolência diurna extrema. 

Vá em frente e culpe o instagram, ou qualquer coisa que seu filho utilize em seu smartphone, mas isso não muda o fato de que os adolescentes não dormem o suficiente. Pior ainda, as crianças mais jovens estão sacrificando o sono por lição de casa, atividades extracurriculares e tempo de qualidade com seus pais viciados em trabalho e culpados.

Alguns cientistas acreditam que os problemas do sono durante os anos de formação podem causar mudanças permanentes na estrutura do cérebro.

Foram encontrados links entre a privação do sono e o aumento do TDAH. A privação do sono está ligada à obesidade infantil.

Por que devemos elogiar menos, conscientizar mais e dar tempo para nossos filhos? - Papo de Pai

 

Existe uma forte correlação entre falta de sono e baixo desempenho acadêmico. Quando as escolas decidem mudar o horário de início para uma hora depois, as notas dos testes e o comportamento dos alunos melhoram drasticamente.

O que você pode fazer com isso?

Deixe esfriar com o excesso de agendamento. Todo esse “enriquecimento” e forragens para aplicação na faculdade nem ficam no cérebro confuso de uma criança carente de sono

A Dra. Judith Owens diz que você deve pensar no sono como uma necessidade básica para o bem-estar do seu filho: “Você deixaria sua filha andar de carro sem cinto de segurança? Você tem que pensar em dormir da mesma maneira.

Pais Brancos Afluentes Estão Estragando Crianças

Por que devemos elogiar menos, conscientizar mais e dar tempo para nossos filhos? - Papo de Pai

Talvez sejam boas intenções. Talvez seja desconforto. Mas os pais caucasianos (especialmente os socialmente progressistas) geralmente não falam sobre raça com seus filhos pequenos, para além de vagas e felizes chavões sobre serem os mesmos por dentro. 

Como as crianças são "propensas ao favoritismo em grupo", sem nenhuma conversa real sobre raça, esse esforço para ser "daltônico" pode realmente levar a atitudes supremacistas brancas entre crianças brancas. E não há nada fofo em uma criança de 3 anos moldada dessa maneira.

Durante décadas, muitos pais e especialistas assumiram erroneamente que os filhos não perceberão a raça até que a sociedade os indique; mas mesmo as crianças categorizam instintivamente as pessoas por suas características externas.

Por que devemos elogiar menos, conscientizar mais e dar tempo para nossos filhos? - Papo de Pai

As famílias minoritárias geralmente não têm o luxo de fingir que raça não é um tópico digno de discussão.

Quando você acha que é muito cedo para falar sobre raça, seus filhos estão tirando suas próprias conclusões. Após esse estágio de desenvolvimento, é difícil fazê-los mudar de atitude

Ironicamente, diversas escolas com alto número de etnias diferentes apóiam a auto-segregação, e esse ambiente não leva necessariamente a mais amizades entre raças. Na verdade, pode ter o efeito oposto.

O que você pode fazer com isso?

Converse sobre raça, mesmo em termos desconfortáveis ​​e explícitos. Um experimento mostrou que, quando as crianças brancas descobriram o preconceito, suas atitudes em relação aos negros se tornaram mais favoráveis.

As crianças das minorias devem se preparar para futuras discriminações, mas discussões constantes podem tornar as crianças mais propensas a culpar tudo pela discriminação ou convencer-se de que nunca conseguirão um sistema racista.

Por que devemos elogiar menos, conscientizar mais e dar tempo para nossos filhos? - Papo de Pai

Dar orgulho às crianças das minorias étnicas é útil para criar autoconfiança e torná-las mais propensas a atribuir seus sucessos ao esforço e capacidade. 

As crianças brancas já podem perceber que pertencem a um grupo privilegiado. Portanto, por causa desse poder, conversas de orgulho para crianças brancas seriam redundantes e racistas.

Não presuma que, porque você matriculou seus filhos em uma escola etnicamente diversa, você está isento de ter conversas difíceis sobre raça.

 

Ler conteúdo completo
Indicados para você