[ editar artigo]

A rotina de Pais que tiraram um ano de licença paternidade

A licença paternidade é vista de maneiras bem diferentes pelo mundo. Alguns países a julgam desnecessária e não permitem que os Pais se ausentem do trabalho para cuidar dos filhos recém nascidos e da mulher. Enquanto outros deixam Pai e Mãe livres para escolher quem cuidará dos pequenos em seus primeiros meses de vida, sem qualquer prejuízo ao emprego e salário.

Sim, esse lugar existe e também já quero me mudar pra lá!

Na Suécia não há licença paternidade ou maternidade, ela é parental, ou seja, são 480 dias para o casal, sendo que cada um é obrigado a usar pelo menos 60 dias, e o restante dividir como quiser (por gentileza veja a matéria até o fim antes de ir pesquisar o preço das passagens). Alguns pais optam por ficar até um ano inteiro e o fotógrafo Johan Bävman decidiu retratar a vida deles, numa série batizada de "Swedish Dads".

Apesar dos benefícios, Bävman diz que apenas 12% dos Pais suecos compartilham os 480 dias em igualdade com suas parceiras.

O objetivo, segundo Johan, é entender “a razão pela qual eles querem ficar em casa com as crianças e o que esperam aprender com isso.”

Confira a galeria e inspire-se

 

Tjeerd van Waijenburg, 34 anos, Desenvolvedor de Produtos: "Fui encorajado no trabalho a tirar licença paternidade, o que foi bom. É uma pena que Pais de outros países não tenham essa vantagem como na Suécia.”

Urban North, 32 anos, Consultor de Infraestrutura: “Minha mulher e eu tentamos ser o mais iguais possível em nossa vida diária.”

A rotina de Pais que tiraram um ano de licença paternidade - papodepai.com Créditos: Johan Bävman

Pronto, esse é o fim da matéria. Nos mande notícias quando chegar na Suécia. ;)

[adinserter block="1"]

Ler conteúdo completo
Indicados para você