[ editar artigo]

O que fazer na primeira vez sozinho com o bebê

No momento em que escrevo esse artigo, meu filho é o novo Pai de uma menina de seis semanas de idade. Ele e sua esposa realmente gostaram dessa nova aventura nas últimas seis semanas.

Minha esposa visitou nossa neta várias vezes e, na semana passada, ficou cuidando do bebê por algumas horas enquanto os pais saíam pela primeira vez sozinhos sem ele. Mas meu filho ainda não teve a oportunidade de ficar sozinho com sua filhinha, sem a Mãe por perto.

Se você é como meu filho, provavelmente está um pouco nervoso com a primeira vez que estará sozinho com o seu bebê. Desde que minha netinha chegou, ela e sua esposa foram inseparáveis. Afinal, os bebês são totalmente dependentes da Mãe; Se estiver amamentando, ela provavelmente é a única fonte de nutrição do bebê. E ela provavelmente tem sido a principal fonte de amor, carinho e cuidado do bebê.

Então, agora a Mamãe decide sair para umas duas horas de compras ou almoçar com alguns amigos, e você, Pai, está prestes a experimentar sua primeira vez sozinho com o bebê. Por isso vou dar algumas dicas valiosas para se preparar e lidar com esse momento tão especial e desafiador.

Preparando-se para o evento

 

Paciência, paciência e mais um pouco de paciência: Os bebês exigem muito de nós quando somos seus principais cuidadores. Mas não procure uma solução rápida se estiver lidando com a alimentação, ajudando-o a ficar calmo ou a dormir. Pode demorar muito tempo.

Tipo GTA: É absolutamente normal que os pais não tenham o controle da situação quando cuidam de um bebê. Não perca a calma mesmo que ele não seja cooperativo. Seu tempo com ele não é tudo sobre você - é tudo sobre ele!

Fique atento aos sinais: Se seu bebê parece chorar muito, você tem que descartar o óbvio. Verifique a fralda e veja se ele está com fome. Se não for isso, pode ser que ele esteja cansado, com cólica, ou sentindo falta da Mãe. Mas antes de recorrer a ela tente gastar cerca de 10 minutos em cada estratégia a seguir: coloque ele contra o seu peito e fale em seu ouvido palavras carinhosas; caminhada e tapinhas no bumbum; música de relaxamento (no Youtube tem várias opções).

Não seja orgulhoso: Se você não consegue encontrar uma solução para seu sofrimento, não tenha vergonha em pedir ajuda. Ligue para sua esposa; chame sua Mãe; a Mãe dela; um amigo com mais experiência que você. Mas não se deixe ficar zangado ou chateado. As necessidades do bebê vêm em primeiro lugar.

Quando a Mãe retorna

 

O que fazer na primeira vez sozinho com o bebê - papodepai.com Créditos/Reprodução @father_of_daughters

Não faça como se o bebê fosse uma granada, que você larga e sai correndo: Quando a Mãe chega em casa, ela provavelmente vai querer segurar e confortar o bebê, mesmo que ele esteja feliz e confortável. Deixe a Mãe fazer o ritual dela, mas reserve um tempo para ficar com eles por alguns minutos, como uma família. Ajudará o seu humor e o do bebê também.

Deu certo, eu sou foda! Respire fundo. Não apenas um suspiro de alívio, mas reserve um momento para se recompor. Lembre-se de quaisquer momentos positivos nas últimas horas com o seu bebê. Você teve a chance de olhar nos olhos dele ou fazê-lo sorrir? Alegre-se com esses aspectos positivos. Se você teve dificuldades, compartilhe sua experiência com sua parceira e peça ideias para a próxima vez.

Ao contrário do vídeo game, as fases vão ficando mais fáceis: Quando o bebê começa a crescer, os períodos sozinhos vão melhorar. Mantenha sua atitude positiva e sua esperança, e você achará cada vez mais fácil ser seu único cuidador, mesmo que por pouco tempo.

Não há nada melhor na vida de um Pai do que desenvolver um relacionamento com seus filhos; esse processo começa cedo em suas vidas. Enquanto desenvolve confiança e habilidade em seu papel, você desfrutará do processo e dos resultados mais e mais, ao longo do tempo.

Nota da Redação: O Marcos Piangers diz que cuidar dos filhos é como uma fase difícil de um jogo ou uma matéria desafiadora na faculdade. Quanto mais a gente se envolve e à medida que progride vai se apaixonando e querendo cada vez mais. Então não tenha medo de ficar sozinho com seu filho, encare o desafio como você sempre fez em sua vida. Não se limite a aceitar apenas tarefas que considera fáceis, como trocar fralda e dar mamá. Você pode e deve dar banho, inclusive o primeiro. Também é perfeitamente capaz de fazer tudo que sua parceria faz e até mais (exceto dar mamá no peito, claro).

***

Fonte: About Fatherhood   |   Tradução e adaptação: Redação Papo de Pai

[adinserter block="1"]

[adinserter block="3"]

Ler conteúdo completo
Indicados para você