[ editar artigo]

Como nós, babões, podemos fortalecer nosso relacionamento em tempos de quarentena?

Como nós, babões, podemos fortalecer nosso relacionamento em tempos de quarentena?

Todos nós, babões, sabemos muito bem que não existe relacionamento perfeito, afinal ninguém consegue atingir esse padrão ideal. E está tudo bem. Discordar faz parte do dia a dia, assim como os sorrisos que só aquela pessoa é capaz de nos proporcionar.

Em tempos de pandemia de coronavírus e necessidade de isolamento social, muitos casais sentiram que o relacionamento foi colocado em teste. De acordo com a psicóloga clínica e autora do livro Valida-te Tatiane de Sá Manduca, mãe de Mateus, para entender de que forma fortalecer esse laço durante a quarentena. 

Como nós, babões, podemos fortalecer nosso relacionamento em tempos de quarentena? - Papo de Pai

“O relacionamento é constituído por duas pessoas (dois inteiros) diferentes, tão singulares em suas maneiras de interpretar o mundo, seus desejos próprios, suas bagagens emocionais, duas diferentes maneiras de lidar com a tensão e o estresse.

Enquanto um pode reagir se esquivando de falar sobre determinado assunto, o outro para se sentir menos angustiado e tem a necessidade de conversar. Eis aqui o grande desafio que constituirá a identidade do casal”, pontua. Por isso, a grande questão é como transformar esse “eu” em “nós”. 

Exigir menos, fazer mais

Como nós, babões, podemos fortalecer nosso relacionamento em tempos de quarentena? - Papo de Pai

Embora não seja uma tarefa fácil, a especialista afirma que é uma oportunidade incrível para evolução e aprendizado. Com a intensificação do convívio, explica:

“As inquietudes ou incômodos que antes já eram percebidos, hoje passam a ser mais potencializados” e alerta para que faça uma reflexão consigo mesma se não está com uma superexigência ou idealizando demais o parceiro.

“Ao invés de esperar do outro que nossa necessidade seja atendida, podemos criar espaço para dialogar”, sugere. 

Trata-se de não apenas exigir, mas tomar a iniciativa. Você já disse frases como “me sinto magoada”, “estou com medo/triste” ou “gostaria que você me escutasse, porque é importante para mim”?

Como nós, babões, podemos fortalecer nosso relacionamento em tempos de quarentena? - Papo de Pai

A psicóloga lembra que a comunicação é a base para um bom relacionamento e essa interação precisa acontecer. Claro, que de maneira a expressar os sentimentos, evitando generalizações como “sempre” ou “nunca” e sem ironias.

“É necessário construir um espaço de intimidade emocional para falar sem atacar e ouvir sem se vitimizar, mas com propósito de legitimar as próprias necessidades e necessidades do outros”, diz. 

Antes de casal, indivíduos

Como nós, babões, podemos fortalecer nosso relacionamento em tempos de quarentena? - Papo de Pai

O objetivo não é anular futuras discordâncias, mas se sentir validado e apoiado para expressar os sentimentos de forma aberta e clara quando esses problemas surgirem (até porque eles irão surgir).

Para que o casal esteja bem, Tatiane também reforça a necessidade de um certo distanciamento e respeito a singularidade de ambos. Combinar um tempo para cada um estar à sós é tão importante quanto para um programa à dois. “Antes de ser ‘par’, precisamos ser ‘ímpar’”, comenta.   

Como nós, babões, podemos fortalecer nosso relacionamento em tempos de quarentena? - Papo de Pai

Cuidar de você e da sua relação como casal não será benéfica apenas para ambos, mas toda a família. “Quando nos comunicamos de maneira assertiva e compreendemos a perspectiva do outro, transmitimos aos nossos filhos valores como empatia, acolhimento, reconhecimento de nossas próprias emoções e as emoções do outro, aprendemos sobre a responsabilidade e compromisso emocional de como iremos lidar com os próprios sentimentos e sentimentos daqueles no qual nos importamos”, justifica. 

 

 

Ler matéria completa
Indicados para você