[ editar artigo]

Aluna doa sapato e se ajoelha para calçar pés da coleguinha

Aluna emociona a todos com atitude altruísta e doa sapato para colega de escola

Na terça-feira passada (12), Isabela, uma aluna do 2º ano do ensino fundamental, apareceu na sala do 1º ano e pediu permissão para falar:

“Eu queria fazer uma doação desse lindo sapato que é número 27 pois eu já estou calçando 28.”

Aluna doa sapato e se ajoelha para calçar pés da coleguinha - Papo de Pai

Foi então que uma das alunas levantou a mão e disse que calçava o mesmo tamanho. Isabela foi até ela, mostrou seu sapato e se ajoelhou. 

Após colocar o calçado no pé da coleguinha, a aluna ficou super contente em perceber que havia se encaixado perfeitamente.

Aluna doa sapato e se ajoelha para calçar pés da coleguinha - Papo de Pai

“Eu ainda to me recuperando desse gesto”, brinca a professora Mary Moraes, visivelmente emocionada. 

“Que possamos ser sempre iguais as crianças”, comenta Mary, exaltando a sensibilidade e inocência das crianças nas pequenas atitudes do dia a dia.

A educadora ressaltou que é de vital importância que exista respeito entre as crianças, para que seja possível construir um mundo melhor.

Aluna doa sapato e se ajoelha para calçar pés da coleguinha - Papo de Pai

“Eu acredito que o amor vai vencer no final. Ensine seus filhos a amar, se doar, respeitar o próximo, pois assim teremos um mundo muito melhor”, concluiu.

Respeito e gentileza por um mundo melhor

Pesquisas anteriores já haviam constatado os benefícios psicológicos e até físicos provocados por um comportamento generoso em adultos.

Um estudo publicado no periódico americano Association for Psychological Science comprovou que crianças com atitudes altruístas têm benefícios que se refletem na saúde.

Aluna doa sapato e se ajoelha para calçar pés da coleguinha - Papo de Pai

A pesquisa foi realizada com 74 crianças em idade pré-escolar, na média, os participantes tinham 4 anos. Em um primeiro momento, os pesquisadores brincaram com os pequenos, um por vez, e explicaram que eles ganhariam moedas, que poderiam ser trocadas por presentes ao final. 

Os pesquisadores constataram que algumas crianças decidiram doar moedas. O gesto resultou em uma melhor regulação fisiológica dos alunos.

 

Ler matéria completa
Indicados para você