O Papo de Pai é a maior comunidade de pais do Brasil, cujo propósito é incentivar e fomentar a mudança de comportamento dos homens, pra que possam se tornar protagonistas na criação dos seus filhos

Nossas redes

Todo mundo concorda que brincar faz parte da infância, porém, além de ser divertido, você sabia que é fundamental para o desenvolvimento físico dos pequenos? Enquanto se movimentam e descobrem o mundo, as crianças de 1 a 3 anos experimentam sensações e fortalecem suas musculaturas, além de aprenderem a se comunicar com todos que as […]

Todo mundo concorda que brincar faz parte da infância, porém, além de ser divertido, você sabia que é fundamental para o desenvolvimento físico dos pequenos?

Enquanto se movimentam e descobrem o mundo, as crianças de 1 a 3 anos experimentam sensações e fortalecem suas musculaturas, além de aprenderem a se comunicar com todos que as rodeiam.

De acordo com Vygotsky (1998), o brinquedo e as brincadeiras influenciam diretamente todas as áreas do desenvolvimento infantil. Além disso, usar o corpo para experimentar as possibilidades, explorar a própria energia, equilíbrio e força são partes da leitura que a criança de 1 a 3 anos faz da própria realidade.

Canais especiais

Canais especiais

Dessa forma, brincar se tornou um assunto tão sério que é parte da BNCC (Base nacional comum curricular) da educação infantil. O documento, referência para o currículo adequado em cada faixa etária, defende que, para crianças pequenas, brincar, conviver, participar, explorar, expressar e conhecer-se são direitos de aprendizagem.

Mas por que é tão importante deixar que a criança crie e se movimente? Quando ela faz isso, acompanhada ou sozinha, está construindo a própria autonomia e desenvolvendo habilidades sociais, cognitivas, culturais, emocionais e físicas, até mesmo porque conhecer o próprio corpo e seus limites é parte da infância.

Vygotsky (1998) também dizia que todo o sujeito aprende a se relacionar por meio da assimilação de atividades caracteristicamente humanas. Dessa forma, brincar se torna fundamental para compreender os símbolos do mundo real e correr, pular, jogar, chutar, dentre outras atividades, são partes dessa apropriação do que é físico e social.

E o que nós, os adultos, podemos fazer?

Ok, já sabemos que brincar é importante e que nossos filhos precisam se movimentar. Então, o que podemos fazer para garantir que se desenvolvam bem nessas áreas?

Em primeiro lugar, reconheça o valor do tédio. Vivemos em uma sociedade que cada vez mais deseja manter as crianças ocupadas e, de preferência, sentadas e em silêncio. Porém, por mais que isso pareça “tranquilo”, não é saudável para o desenvolvimento infantil.

Crianças precisam de contato com a natureza e de espaço para que possam se movimentar à vontade. Por isso, sempre que for possível na sua rotina, garanta que seus filhos tenham direito ao barulho, a explorar espaços abertos, escalar e correr. Deixe que eles se entediem e fiquem “sem ter o que fazer”, pois assim poderão usar a própria imaginação para criar coisas novas.

Não ceda aos eletrônicos todas as vezes. Para as crianças de 1 a 3 anos, crie brincadeiras com objetos em casa, circuitos com brinquedos e estimule jogos, pintura e esportes com adultos (como jogar a bola de acordo com sua instrução).

Além disso, uma boa alimentação e sono também ajudam a criança a brincar com mais qualidade e se desenvolver melhor.

E por aí? Quais as brincadeiras favoritas dos pequenos?

Esse texto faz parte da série sobre nutrição infantil criada em parceria com Aptanutri 3, fórmula infantil da Danone Nutricia especialmente pensada para as necessidades nutricionais das crianças brasileiras de 1 a 3 anos. Sabemos como desenvolver bons hábitos alimentares nesta fase é uma preocupação de todo o pai, por isso, Aptanutri 3 e Papo de Pai se uniram para trazer informações e pesquisas relevantes sobre esse assunto. Para ler todos os posts sobre o tema, siga a tag nutrição.

Conteúdo relacionado

Nossos parceiros