[ editar artigo]

Crianças, adolescentes e suas responsabilidades

Crianças, adolescentes e suas responsabilidades

Você se lembra da maneira como seus pais dividiam as tarefas dentro de casa quando você era criança? Pode ser que lembre de que o trabalho doméstico ficava todo para a mãe, enquanto o pai se encarregava de consertar uma coisa aqui e outra ali, vez ou outra.

É provável que essa metodologia ortodoxa não se aproxime nem um pouco da maneira como você pretende criar seus filhos. E neste artigo vou apresentar maneiras de tornar crianças e adolescentes mais responsáveis para as atividades e obrigações dentro e fora de casa.

As crianças não são iguais, e suas reações a determinadas situações dizem muito a respeito da maneira como enxergam o mundo e responsabilidades. Meninas não amadurecem mais rápido que meninos, mas pode ser que desde pequenas elas tenham treinado habilidades para atividades que no futuro serão muito necessárias.

Na criação dos filhos, mesclar atividades lógicas, esportes e situações reais ajuda a moldar prioridades, princípios, valores e o caráter dos pequenos, além das habilidades cognitivas, como memória, atenção, percepção e motor. Crianças são como esponjas e vão aprender tudo o que o ambiente apresentar.

Na adolescência, é possível cobrar um pouco mais de responsabilidade dos filhos. Dependendo, este é um momento onde pré-determinar tarefas a serem executadas ao longo do dia pode aliviar a rotina dos pais. Mas é sempre bom lembrar que independente do gênero todos devem colaborar. Lavar a louça, passar pano na casa, lavar os banheiros, separar a roupa suja, manter os ambientes organizados, cuidar da lição de casa e então se divertir.

Noções de equidade dentro de casa, e entre pais e filhos, não excluem limites. Dividir tarefas evita que alguém se sinta mais sobrecarregado ao fim do dia. E isso não tem preço!

Papo de Pai
Isa Vaal
Isa Vaal Seguir

Psicóloga e fundadora do TotoyKids

Ler conteúdo completo
Indicados para você